Trabalhar embarcado (offshore) e suas vantagens – salários altos e mais

Autor:

Publicada em


Trabalhar embarcado (offshore) e suas vantagens - salários altos e mais
Trabalhar embarcado (offshore) e suas vantagens – salários altos e mais – Reprodução

Trabalhar embarcado (offshore) e suas vantagens – salários altos e mais.

A qualidade de vida no trabalho é apontada como o conjunto de medidas adotadas pela empresa para introduzir melhorias no desenvolvimento dos colaboradores no ambiente de trabalho. Essas ações buscam proporcionar formas de desempenhar as atividades de maneira mais prazerosa, diminuindo a insatisfação dos trabalhadores com o universo corporativo e aprimorando resultados.

Garantir rentabilidade e qualidade de vida é um dos maiores desafios para alcançar o sucesso no mercado de trabalho, tanto para os colaboradores quanto para os gestores de recursos humanos, que precisam instigar as equipes com políticas de benefícios e promover um ambiente sadio. No mercado offshore, há uma série de desafios e benefícios que instigam, cada vez mais, o desenvolvimento do setor.

Veja também: Como criar e enviar currículo para vagas trabalho embarcado (Offshore)

Quer entender os benefícios de trabalhar embarcado e o que tem motivado o crescimento deste mercado? Acompanhe o que preparamos a seguir!

Como funciona a carga horária no mercado offshore?

Quem atua no segmento offshore submete-se às regras da Consolidação das Leis da Trabalho (CLT), assim como todos os funcionários registrados.

Nas plataformas, eles se submetem a 12h de trabalho por 14 dias consecutivos. Em seguida, desembarcam no 15º dia e têm 20 dias de folga. Dessa forma, a escala de trabalho é de 12 dias em atividade e 21 dias de folga. Em algumas companhias, o contrato estabelece 14 dias de trabalho e 14 dias de folga, cabendo ao candidato aceitar essas condições ou não.

Funcionários que cumprem uma jornada de 12 horas podem fazer um intervalo de 15 a 20 minutos para as refeições principais e ganham, ainda, um adicional de repouso alimentação.

Graças à flexibilização dos direitos trabalhistas, empresas também passaram a adotar o banco de horas. Ele é considerado quando o funcionário trabalha por horas a mais, indo além de seu turno. Essa é, contudo, uma realidade rara no segmento offshore, pois nele as companhias estabelecem um regime de sobreaviso, no qual o funcionário fica à disposição da empresa 24 horas por dias.

Algumas empresas optam por adotar o regime de horas extras e outras encontram mais vantagens no banco de horas. Vale ficar atento ao contrato para garantir que a empresa está cumprindo o prometido!

Leia também: Trabalhar embarcado: como enviar currículo para empresas que oferecem este tipo de vaga

Como funcionam as folgas no mercado offshore?

Como explicamos anteriormente, os colaboradores das plataformas têm direito a 12 horas de folga. Graças aos esforços das empresas pela boa convivência, o clima entre os trabalhadores nesses ambientes é favorável para o surgimento de amizades e, apesar do regime de sobreaviso, as empresas se comprometem em garantir boas condições de segurança para reduzir o estresse de suas equipes e garantir a tranquilidade de todos.

5 motivos para trabalhar embarcado

Mesmo diante dos desafios de trabalhar em alto-mar, com equipamentos de alto risco e longe de familiares e amigos, os colaboradores que atuam no mercado offshore usufruem de alguns benefícios. Confira!

1. Espaços destinados ao lazer

Quem atua em plataformas têm direito a 12 horas de descanso. Nas horas livres, os colaboradores que trabalham embarcados podem usufruir de salas de jogos com televisão, fumódromos, academias, cafés, pequenas salas de cinema e computadores. Nesses espaços, não é necessário usar equipamentos de proteção individual (EPIs). Quem já atua no setor afirma que o clima fica bastante caseiro, pois os trabalhadores passam boa parte de suas vidas lá e cuidam de manter o ambiente mais tranquilo.

Algumas equipes também se revezam na organização de churrascos e outras confraternizações semelhantes. Em geral, a cerveja consumida nesses eventos não têm álcool, por questão de segurança. Além disso, as equipes também se organizam para receber missas e cultos periodicamente, bem como para fazer festas de aniversário. Esses espaços e ocasiões proporcionam alívio da tensão e estresse e propiciam o surgimento de amizades.

2. Alimentação saudável

Exatamente por causa do confinamento, as empresas se preocupam em oferecer alimentação de boa qualidade para os colaboradores, complementando a disponibilidade de academias e outros ambientes propícios para a prática de atividades físicas. Ou seja, enquanto você trabalha embarcado, sua dieta balanceada estará em dia! Até mesmo porque, diante da concentração e da energia requeridas pelas atividades em alto-mar, é essencial cuidar da saúde.

Veja também: Currículo: saiba o que não colocar no Objetivo Profissional

3. Bons salários

Estima-se que o colaborador que escolhe trabalhar embarcado ganhe até 3 vezes mais do que um funcionário onshore. As remunerações melhoram de acordo com os cargos, especialmente para aqueles em que há pouca mão de obra especializada. Destaque para os diretores de projetos de engenharia submarina, geólogos sênior e gerentes de operações em plataformas.

4. Bônus

Quando comparadas às empresas tradicionais, as companhias do mercado offshore oferecem benefícios bastante atraentes, como assistência odontológica e médica, extensíveis aos dependentes, seguro de vida, cartão-alimentação, participação nos lucros, bônus por segurança, desempenho, entre outros. Esses incentivos iniciam-se logo no primeiro dia de trabalho e fazem grande diferença na rentabilidade do salário.

5. Oportunidades para inovar e aprender

O mercado offshore está em franco crescimento e recebe avanços tecnológicos com grande velocidade. Assim, especialmente para quem cuida de tarefas de gerenciamento, há muitas chances de receber projetos inovadores, tanto em termos de equipamentos quanto na disposição dos times.

Nas plataformas, você tem a oportunidade de estar com profissionais muito qualificados, o que promove maiores trocas de experiências. Em alguns departamentos, há também mais interações com colaboradores que falam outros idiomas — estrangeiros representam 15% dos trabalhadores em plataformas. Com isso, suas chances de crescer profissionalmente aumentam!

Trabalhar em regime de confinamento pode gerar tensões nos profissionais por causa do estilo de vida bimodal que inclui grandes períodos de afastamento. Longe dos centros urbanos, dos amigos e da família, os trabalhadores do mercado offshore precisam desenvolver amizades nas plataformas e formas de “driblar” a saudade. Ainda assim, o segmento oferece vantagens para quem escolhe trabalhar embarcado, como salários atraentes, benefícios, alimentação saudável e espaços de lazer.

Se antes os trabalhadores se divertiam com sinuca, carteado e pesca, hoje, quem escolhe trabalhar embarcado aproveita espaços com televisão, internet, academias e restaurantes de ponta. Além disso, o pôr do sol em alto-mar e as noites silenciosas valem a experiência.

Fonte: Copastur