Postos de Salvador realizam prevenção periódica da hipertensão

Autor: N1 BAHIA

Publicada em


Os postos de saúde de Salvador realizam de forma ininterrupta a prevenção e o tratamento de problemas relacionados à pressão arterial. Diariamente, pacientes diagnosticados com a doença têm seus casos avaliados e são submetidos a tratamentos específicos de acordo com cada caso. E, hoje (26), quando é lembrado o Dia Nacional de Combate à Hipertensão, diversas ações são realizadas nas unidades de saúde da capital.

Convivendo com a hipertensão há quatro anos, a assistente administrativa Carla Lago considera importante os alertas e a intensificação deste tipo de trabalho, principalmente entre os jovens. “As ações, principalmente referentes às informações, são muito importantes para conscientizar as pessoas da necessidade de buscar ajuda médica ao menor sinal de que as coisas não andam bem com o coração ou com a pressão. Descobri que era hipertensa por acaso, com menos de 40 anos, e agora sou acompanhada periodicamente por um médico. Achava que isso só me aconteceria com mais idade”.

Para a médica Araci Mattos, que atua no Centro de Saúde Ramiro de Azevedo, no Campo da Pólvora, a prevenção ainda é o melhor remédio para evitar futuros problemas cardiovasculares. “Prevenir é essencial. Só assim conseguiremos evitar as consequências deletérias da hipertensão. Porque com o agravamento de um problema hipertensivo, diversos órgãos, não apenas o coração, podem ser afetados, como o rim, aparelho respiratório, além do sistema neurológico. A doença pode ser silenciosa. Nem todos têm sintomas, como dores de cabeça, dor no corpo, tonturas e complicações gastrointestinais. O prejuízo é o mesmo com ou sem sintomas. Por isso é necessário uma alimentação adequada e o devido acompanhamento médico”, ressalta.

A gerente do Centro de Saúde Ramiro de Azevedo, Graciela Gonçalves de Britto, explica como se dá os serviços de prevenção relacionados à doença na unidade. “O paciente que nos procura, seja para uma consulta de rotina ou com o problema já detectado, tem a continuidade do tratamento aqui na unidade. Primeiro, são pedidos exames para aferir a dimensão do problema. Em seguida, o paciente retorna com uma frequência específica e é monitorado de forma contínua a médio e longo prazo, pois o hipertenso precisa de atenção constante, onde sua alimentação é controlada, e a medicação só é recomendada quando há necessidade constatada. Todo o processo envolve triagem, acompanhamento com nutricionistas, cardiologistas e enfermeiros”.

De acordo com os especialistas, a hipertensão só provoca sintomas em fases muito avançadas ou quando a pressão arterial aumenta de forma abrupta e exagerada. Algumas pessoas, porém, podem apresentar dores de cabeça, no peito e tonturas, entre outros sintomas que representam sinais de alerta. Apesar de não ter cura, através de um tratamento adequado a patologia pode ser controlada.

Ações – Dentre as atividades desenvolvidas pela Secretaria Municipal de Saúde ao longo desta semana (de 26 a 29), constam atividades públicas e palestras relacionadas ao assunto. Durante essa semana, os profissionais de saúde também intensificarão a realização de serviços de aferição da pressão arterial, testes de glicemia, além de prestação de orientações nutricionais para os usuários das unidades básicas.