Escola de Dança da Funceb promove atividades gratuitas até sexta (29)

Autor: N1 BAHIA

Publicada em


Durante esta semana, até sexta-feira (29), data em que se comemora o Dia Internacional da Dança, a Escola de Dança da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb), entidade vinculada à Secretaria de Cultura do Estado (Secult), realiza uma série de atividades gratuitas, que não precisam de inscrição prévia. A programação especial da escola, localizada na rua da Oração, no Pelourinho, em Salvador, começa sempre às 18h30, no Espaço Céu, e conta com bate-papo, apresentação de dança, exibição de documentário, um debate sobre a carreira artística, seminário, intervenções dançadas e um cortejo artístico. A iniciativa também faz parte do Projeto Portas Abertas, da coordenação dos Cursos Livres e do corpo docente da escola, na proposta de incluir a comunidade e promover ações para todas as idades e todos os públicos.

Na noite de segunda-feira (25), o Balé Teatro Castro Alves participou da abertura do evento, com o Bate-Papo e Memórias – BTCA 35 anos. No projeto, os bailarinos contam momentos marcantes da trajetória da companhia do Governo do Estado, preenchendo-as com pequenos trechos coreográficos de trabalhos do Balé do TCA. O público ainda pôde interferir, fazer perguntas e saciar a curiosidade sobre o trabalho dos bailarinos.

Para o diretor do balé, Antrifo Sanches, a parceria com a Escola de Dança, que já acontece há muito anos, sempre dá bons resultados. “Esse é um ambiente muito importante para o estado, temos muito prazer em voltar aqui nesse local de troca com os professores, alunos e com a comunidade. Fazer parte dessa iniciativa, que é aberta ao público, é ainda melhor. Promover e participar de ações assim é fundamental para mostrar a importância da dança na formação do indivíduo, do cidadão”, destacou.

Vestida de bailarina na plateia, Maria Eduarda de Souza, de 8 anos, acompanhou a apresentação atentamente e vibrou com um dos trechos das coreografias. Ela é aluna da escola nas aulas de balé, capoeira e dança afro. “Isso aqui é muito incrível, aprendo muitas coisas e me divirto também”, falou animada.

Programação

As atividades seguem nesta terça-feira (26) com a apresentação dos trabalhos autorais de alunos da Escola de Dança na Noite Dançante, e depois um bate-papo sobre carreira na dança. Na quarta (27) é dia da exibição do documentário “Quem te viu quem quer te vê”, do diretor e idealizador do filme, Jorge Silva, que estará na escola para um bate-papo depois da exibição. Na quinta (28) é dia de reunir todas as diretoras que comandaram a escola, nesses 32 anos, desde a fundação do espaço, no Seminário Ilustrado. E para fechar a semana, na sexta (29), Dia Internacional da Dança, um Cortejo Performático vai ocupar espaços do Pelourinho com intervenções no Terreiro de Jesus, com paradas na Praça da Sé, Cruz Caída, Basílica e Cruzeiro de São Francisco.

Para o coordenador dos Cursos Livres da Escola de Dança, Robson Correia, essa é uma oportunidade de homenagear a arte, mas também de aproximar o público e a comunidade do trabalho realizado na escola. “Essas atividades foram pensadas para um público de todas as idades, para a comunidade, não só para dançarinos, mas também os curiosos e admiradores. Por isso que o nome do projeto é ‘Portas Abertas’, para que todos participem e se aproximem do universo da dança”, explicou o coordenador.