Salvador é a única capital do Nordeste a sediar jogos da Copa América

Autor: N1 BAHIA

Publicada em


Salvador é a única capital do Nordeste a sediar jogos da Copa América
Salvador é a única capital do Nordeste a sediar jogos da Copa América – Foto: Reprodução

Após 30 anos sem sediar a Copa América, o Brasil abre portas de estádios de cinco capitais – Salvador, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, São Paulo, e Porto Alegre, entre os dias 14 de junho e 7 de julho –, para 12 seleções correrem na busca pelo troféu de campeão da Copa América 2019. Na noite desta quinta-feira (24), a Cidade das Artes, localizada na zona oeste do Rio de Janeiro, foi feito o sorteio oficial que tornaram conhecidos os confrontos dos três grupos e a agenda dos jogos.

O grupo A será composto pelo anfitrião Brasil, Bolívia, Venezuela e Peru. Já a seleção da Argentina, Colômbia, Paraguai e a convidada sede da próxima Copa do Mundo, o Catar, completam o grupo B. O grupo C será formado pelo Uruguai; Equador; Chile e o também convidado Japão, país sede dos Jogos Olímpicos de 2020.

A Arena Fonte Nova será o estádio oficial da Bahia em cinco partidas da competição. Os jogos da fase de Grupos ocorrem a partir do dia 15 de junho, sendo o primeiro confronto na capital baiana do grupo B, entre Argentina x Colômbia, às 19h.

No dia 18 de junho, a Seleção Brasileira entra em campo, para as 21h30 enfrentar a Venezuela, em Salvador. Nesta data, há exatos 30 anos, as duas seleções se enfrentaram em um jogo da Copa América (1989), com vitória de 3 a 1 para o Brasil.

Ao comentar a escolha da Bahia como único estado nordestino a receber jogos da Copa América, o diretor geral da Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (Sudesb), autarquia da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), Elias Dourado, diz ter sido “uma premiação para a Bahia, resultado de todo um planejamento conduzido pelo governo estadual”.

Na opinião de Elias Dourado, o estado se qualificou desde a Copa das Confederações (2013); Copa do Mundo (2014); Olimpíadas (2016) e demais eventos de futebol sediados no estado:

“Construindo uma infraestrutura esportiva positiva, não só com a Arena Fonte Nova, que demonstra claramente a importância da sua construção e de toda modelagem feita para que ela pudesse existir com vitalidade e permanente resposta para necessidade de qualquer grande evento não só de esporte”, disse.

O diretor destacou ainda a existência do estádio de Pituaçu como espaço que complementa essa infraestrutura, “um equipamento que está sempre pronto para receber os eventos, e no caso da Copa América será um centro oficial de treinamento junto com o Manoel Barradas, o Barradão. Portanto, a Bahia tem uma infraestrutura esportiva e uma rede hoteleira e turística que permite receber os jogos da Copa América com tranquilidade. Isso nos deixa muito felizes por entender ser também mais uma grande oportunidade de investimento no turismo esportivo do estado”, afirma o diretor.

Inspeções técnicas

Na manhã desta sexta-feira, 25, representantes da Associação de Futebol da Argentina (AFA) e do Comitê Organizador Local (COL) e equipe técnica da Sudesb visitaram a Arena Fonte Nova e os dois centros oficiais de treinamento. No sábado, 26, a inspeção será feita por representantes da seleção da Colômbia.

O levantamento de ajustes complementares será apresentado após as vistorias, para as adequações necessárias. “Nossa expectativa é que nos próximos dias recebamos da Conmebol, organizadora oficial da competição, e da CBF, as orientações levantadas para os ajustes necessários”, disse Dourado.

O diretor lembra que a infraestrutura da Arena Fonte Nova e os locais que serão utilizados como centros de treinamentos já estão prontas. “Entendemos que algum tipo de ajuste é necessário fazer em qualquer estádio do mundo para adequações práticas. Mas são pequenos ajustes, porque a infraestrutura principal já está pronta para receber os jogos e o público que irá acompanhar mais esse grande evento”, observa o gestor da Sudesb.