Saiba quais exames são necessários para o check up dos homens

Autor: N1 BAHIA

Publicada em


Saúde

O diagnóstico precoce de problemas de saúde pode prevenir a evolução de doenças graves, como câncer, diabetes e hipertensão. O agravamento dessas moléstias está entre as principais causas de morte entre os homens.

Essa parcela da população ainda é a que menos procura os serviços de saúde de maneira preventiva. Dados do Ministério da Saúde apontam que 31% dos homens ainda não têm o hábito de ir ao médico. Desses que não vão, 55% afirmam que não precisam.

De acordo com o coordenador de saúde do homem do Ministério da Saúde, Francisco Norberto, os exames preventivos podem salvar vidas. “É um risco. Em geral, eles chegam à unidade com problemas de média e alta complexidade, ou seja, quando a doença já está instalada. Por isso, às vezes, o estágio da doença já está avançado e, mesmo com protocolo clínico, há pouca resolutividade”, alerta Norberto.

“Quando há o cuidado, isso vai ajudar na manutenção da qualidade de vida”, acrescentou. Por isso, os exames de check-up devem ser realizados desde a juventude para detectar problemas. Muitos desses exames são oferecidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Entre eles estão: exame de sangue (hemograma e dosagem dos níveis de colesterol total e frações, triglicerídios, glicemia e insulina); aferição de pressão arterial; verificação de peso e cálculo de IMC (índice de massa corporal); função pulmonar (indicada aos fumantes); pesquisa de antígeno de superfície do vírus da hepatite B (HBsAg); teste de detecção de sífilis; e pesquisa de anticorpos anti-HIV e dos vírus da hepatite C.

Além disso, para os homens com mais de 40 anos, quando indicados por um médico, é importante fazer também o exame de toque retal e o teste para verificar a reação do antígeno prostático específico (PSA) no sangue. Alterações nos níveis dessa substância podem indicar o aparecimento de problemas na próstata.

O Ministério da Saúde ainda recomenda que, além de realizar esses testes, é importante manter a carteira de vacinação atualizada.