Cerca de 14,1 milhões de famílias estão aptas para receber o pagamento do Bolsa Família em abril

Autor: N1 BAHIA

Publicada em


Cerca de 14,1 milhões de famílias estão aptas para receber o pagamento do Bolsa Família de abril
Cerca de 14,1 milhões de famílias estão aptas para receber o pagamento do Bolsa Família de abril – Foto: Reprodução

O pagamento do Bolsa Família de abril começou nesta terça-feira (16) e segue até o dia 30. Ao todo, o Ministério da Cidadania vai transferir R$ 2,6 bilhões às mais de 14,1 milhões de famílias brasileiras aptas a receber o benefício. O valor médio pago é de R$ 186,23. Neste mês, o governo federal anunciou a criação da 13ª parcela do Bolsa Família – medida inédita e que proporcionará o maior poder de compra da história aos beneficiários.

Para que todas as famílias que se encaixam nos critérios do programa possam ter acesso ao benefício, o Ministério da Cidadania vem aperfeiçoando a gestão do Bolsa Família. O resultado é fila de espera zerada desde julho de 2017, sendo que, neste mês, 212,9 mil famílias foram incluídas.

De acordo com o ministro da Cidadania, Osmar Terra, o trabalho vai permitir o pagamento da 13ª parcela a quem realmente precisa, valorizando o programa a serviço das famílias mais pobres do Brasil. Ele ainda destaca que o recurso irá representar R$ 2,5 bilhões a mais na economia de todo o país.

“Equivale a um reajuste de 8,3% no final do ano, e poder pagar esse valor é muito importante e um grande avanço para a atenção às famílias mais pobres”, ressaltou.

Veja os dados por município:

REGIÃO UF  PAGAMENTO BOLSA FAMÍLIA – ABRIL
 Famílias   Totais 
(R$) 
 Benefício médio 
DF             71.599            12.428.435,00         173,58
GO           305.220            47.907.482,00         156,96
MS           127.898            22.783.936,00         178,14
MT           159.011            26.539.306,00         166,90
CENTRO OESTE           663.728          109.659.159,00         165,22
AL           410.055            78.859.015,00         192,31
BA        1.846.806          342.855.374,00         185,65
CE        1.068.388          199.922.783,00         187,13
MA           977.020          207.233.768,00         212,11
PB           523.985          104.535.430,00         199,50
PE        1.179.827          215.112.750,00         182,33
PI           456.237            95.109.555,00         208,47
RN           357.990            66.326.177,00         185,27
SE           292.400            49.508.137,00         169,32
NORDESTE         7.112.708       1.359.462.989,00         191,13
AC             90.964            23.909.429,00         262,84
AM           408.470            92.401.191,00         226,21
AP             78.784            17.192.268,00         218,22
PA           977.115          193.932.600,00         198,47
RO             80.673            12.300.288,00         152,47
RR             49.119            10.132.893,00         206,29
TO           120.257            22.617.578,00         188,08
NORTE         1.805.382          372.486.247,00         206,32
ES           183.835            31.776.466,00         172,85
MG        1.053.344          188.824.473,00         179,26
RJ           883.206          160.619.176,00         181,86
SP        1.570.043          265.293.089,00         168,97
SUDESTE        3.690.428          646.513.204,00         175,19
PR           377.162            61.035.684,00         161,83
RS           363.609            61.964.565,00         170,42
SC           121.306            21.156.688,00         174,41
SUL            862.077          144.156.937,00         167,22
Total Geral      14.134.323       2.632.278.536,00         186,23

Pagamento

Em abril, o pagamento do benefício segue o calendário escalonado. Para saber o dia em que poderá sacar, o beneficiário deve conferir o Número de Identificação Social (NIS) impresso no cartão do programa. Os que terminam com final 1 podem sacar no primeiro dia do pagamento. Os com final 2, no segundo dia – e assim por diante. Os recursos ficam disponíveis para saque por um período de 3 meses. Para saber a data de pagamento, basta acessar a página oficial do Bolsa Família.

Já o pagamento do 13º será em dezembro, no mesmo dia do repasse habitual do mês.

Calendário

Bolsa Família calendário

13º confirmado no final do ano

Na última quinta-feira (11/04), o Ministério da Cidadania anunciou  a 13ª parcela do Programa Bolsa Família, medida inédita e que proporcionará o maior poder de compra da história aos beneficiários. O recurso foi oficializado pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, na solenidade que celebrou os cem dias de governo, no Palácio do Planalto. O Ministério da Cidadania terá um aumento de R$ 2,58 bilhões no orçamento.

De acordo com o ministro Osmar Terra, o avanço demonstra a valorização do programa por parte do presidente. Terra pontuou que o 13º é, também, reflexo do aperfeiçoamento que o programa vem passando; por meio de iniciativas como o pente-fino, que combate fraudes. Neste sentido, ele lembra que foi possível eliminar a fila de espera para entrar no programa; que já chegou a quase dois milhões de famílias – índice de maio de 2015. Com a otimização, quem se inscreve e atende os critérios necessários não aguarda mais que 45 dias para participar do programa.

O pagamento do 13º será em dezembro, no mesmo dia do repasse habitual do mês.

Sobre o programa

O Bolsa Família é voltado a famílias extremamente pobres (renda per capita mensal de até R$ 85) e pobres (renda per capita mensal entre R$ 85,01 e R$ 170). Os beneficiários recebem o dinheiro mensalmente e, em contrapartida, cumprem compromissos nas áreas de saúde e educação.