Prefeitura de Salvador inaugura centro de reabilitação nesta terça-feira (29)

Autor: N1 BAHIA

Publicada em


Prefeitura de Salvador inaugura centro de reabilitação nesta terça-feira (29)
Prefeitura de Salvador inaugura centro de reabilitação nesta terça-feira (29) – Foto: Reprodução

Cerca de 400 jovens com deficiência física ou mental serão atendidos mensalmente pelos profissionais do Centro Especial de Reabilitação (CER), que funcionará na estrutura do Subúrbio 360, em Coutos. O espaço, gerido pela Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE), será inaugurado nesta terça (29/01) pelo prefeito ACM Neto, às 9h30. O Subúrbio 360 fica na Rua da Paz, s/n, em Couros.

O CER será especializado no atendimento de jovens com sequelas de traumas. As sequelas podem ser decorrentes de problemas como acidente vascular encefálico; lesão medular; amputações; traumatismo cranioencefálico; doenças neuromusculares; paralisia cerebral; síndromes genéticas que comprometam o aparelho locomotor; mielomeningocele; malformações congênitas; paralisia infantil; e neuropatias.

O atendimento da unidade será prioritariamente aos residentes no Subúrbio e adjacências. Para ser atendido no CER, o paciente deve procurar uma unidade de saúde do seu bairro, que fará o devido encaminhamento de acordo com o perfil necessário para o atendimento. O CER não fará atendimento a pacientes que não tenham sido encaminhados pela unidade de saúde.

Estrutura

O espaço contará ainda com estrutura adaptada ao atendimento de pessoas com deficiência intelectual leve, moderada e Transtornos do Espectro Autista, ampliando, em qualidade e quantidade, os atendimentos do Sistema Único de Saúde (SUS) na capital baiana. Haverá ainda dispensação de órtese e prótese; cadeiras de rodas para crianças e adultos; cadeira de banho; bengalas; coletes; muletas; bolsa de colostomia (coletora de fezes).

Funcionamento

O CER funcionará de segunda a sexta-feira, proporcionando atendimento especializado em reabilitação intelectual e física, incluindo pacientes ostomizados, com capacidade para atender até 400 pacientes por mês. Os pacientes serão atendidos por profissionais de fisioterapia, terapia ocupacional, psicologia, fonoaudiologia, serviço social, enfermagem, neurologia, ortopedia, psiquiatria e gastroenterologia.