Pipoca de Claudia Leitte arrasta multidão em Salvador

Autor: N1 BAHIA

Publicada em


Pipoca, pop corn ou Carnaval sem corda. Não importa a língua ou a forma de dizer, a alegria é a mesma para baianos e turistas que não precisam pagar para assistir os shows de artistas que muitas vezes só conhecem pela televisão. Neste sábado de Carnaval, o trio de Cláudia Leitte arrastou uma multidão no circuito Barra Ondina. Além de Cláudia Leitte, o Governo do Estado garante mais de cem atrações, trazendo os principais nomes da música baiana e nacional durante seis dias de festa.

Moradora de Pernambués, Simone Pereira, 26 anos, foi com o marido e com a filha Julia, de 3 anos, assitir o trio de Claudia Leitte. “Para mim, pela primeira vez, está uma maravilha. Está dando para curtir, para brincar, e o trio sem corda é muito bom”.

Fantasiado de um boneco de neve, Steffan Ausmann veio com um amigo da Alemanha. Ele está em Salvador pela segunda vez só para curtir o Carnaval. “Eu já conhecia Cláudia Leitte. A gente gosta muito, pula muito, ela é muito boa. Sem corda é maravilhoso, a pipoca, para o folião é muito melhor. Essa coisa de corda não é bom”.

Segundo o governador Rui Costa, as atrações sem cordas foram viabilizadas por meio de articulações com empresas privadas. “São pouco mais de R$ 4 milhões que o estado articulou para o pagamento destes artistas”, disse, durante a coletiva. Nos circuitos Dodô, Osmar e Batatinha, o Governo vai oferecer ao folião pipoca 110 atrações gratuitas de quinta a terça, como Ivete Sangalo, Anitta, Luiz Caldas, Claudia Leitte, Baby do Brasil, Léo Santana e Saulo.

A Bahiagás garante alguns nomes de peso na festa deste ano, como o Trio Elétrico Armandinho, Dodô e Osmar, Magary Lord, Paulinho Boca de Cantor, Banda Didá e o Trio Respeita as Mina, este último idealizado pela Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM). A empresa apoia ainda outras 17 atrações, entre blocos e camarote, além da festa em dois municípios: o Carnaval Conquista Cultural, em Vitória da Conquista, e o Itabuna Folia, em Itabuna.

O Governo do Estado também está organizando a festa no Pelourinho e apoiando 91 entidades no Carnaval Ouro Negro e dez projetos com microtrios e nanotrios nos três circuitos da folia pelo projeto Carnaval Pipoca. O tradicional Carnaval de Maragojipe, que reúne cerca de 80 mil pessoas na cidade, também terá apoio da secretaria estadual por meio do projeto Outros Carnavais.