Minha Casa Minha Vida aumenta valor máximo para financiamento habitacional com FGTS

Autor: N1 BAHIA

Publicada em


Minha Casa Minha Vida aumenta valor máximo para financiamento habitacional com recursos do FGTS
Minha Casa Minha Vida aumenta valor máximo para financiamento habitacional com recursos do FGTS – Foto: Reprodução

As famílias que integram as faixas 2 (renda de até R$ 4 mil) e 3 (renda de até R$ 7 mil) do programa Minha Casa Minha Vida têm acesso a novas condições para financiar imóveis com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Nesta sexta-feira (8), a Caixa Econômica Federal e o Ministério do Desenvolvimento Regional anunciaram que o valor máximo do financiamento habitacional em municípios com até 50 mil habitantes passou de R$ 110 mil para R$ 145 mil.

O novo teto vale para os imóveis localizados no Rio de Janeiro, São Paulo e Distrito Federal. No resto do País, a tabela ficou da seguinte forma: na região Sul, Espírito Santo e Minas Gerais, o valor máximo passou de R$ 105 mil para R$ 140 mil; no Centro-Oeste, com exceção do DF, de R$ 105 mil para R$ 135 mil; e no Norte e Nordeste, de R$ 100 mil para R$ 130 mil.

Além disso, em municípios com menos de 20 mil habitantes também haverão mudanças. Estes passam a ter acesso às mesmas condições oferecidas às cidades com até 50 mil moradores. Antes, o teto de financiamento nas localidades com menor população era de R$ 95 mil em todo o País.

Valor máximo

Outra novidade é o valor máximo de subsídio para as famílias da faixa 2; que passa a ser de R$ 11,6 mil em municípios com menos de 20 mil habitantes. Nas demais localidades, o teto para esta faixa segue sendo de R$ 29 mil, dependendo da região.