Meia tonelada de alimentos impróprios é apreendida

Autor: N1 BAHIA

Publicada em


page

Meia tonelada de alimentos impróprios para o consumo, vendidos numa feira livre, na Avenida Joana Angélica, próximo à estação da Lapa, foi apreendida, na quinta-feira (11), durante operação da Delegacia de Defesa do Consumidor (Decon). O comércio funcionava sem autorização da Prefeitura.

O responsável pela feira, Agilson Conceição dos Santos, de 35 anos, a companheira Júlia Silva Santos Neta, 38, e o assistente do casal, Orlei Batista das Mercês, 30, foram conduzidos à Decon. Os três foram autuados em flagrante por exposição e venda de produtos impróprios para o consumo e organização criminosa.

A delegada Idalina Otero, titular da Decon, informou que Agilson, além de vender produtos para os feirantes, cobra uma taxa mensal para que eles possam comercializar naquele ponto. Com a chegada dos policiais, os demais comerciantes fugiram, abandonando as mercadorias.

A feira começou a ser investigada há dois meses pela Decon, após denúncias sobre a presença de alimentos comercializados em condições que colocam em risco a saúde. A origem dos produtos, que não tinham notas fiscais, está sendo apurada.

Entre os produtos encontrados com os prazos de validade vencidos, alguns há cinco meses, estão azeites, biscoitos, salgadinhos e sucos. Havia também iogurtes, frios, embutidos e alimentos congelados expostos em bancas improvisadas, sem a refrigeração necessária para conservação.

Agilson, Julia e Orlei, foram encaminhados ao Núcleo de Prisão em Flagrante (NPF). Júlia e Orlei já têm passagens pela polícia por assalto.