Líder do tráfico troca tiros com a Polícia, não resiste a ferimentos e morre na Bahia – Comparsa é preso

Autor: N1 BAHIA

Publicada em


Líder do tráfico de drogas morre em confronto com a Polícia na Bahia
Na imagem do meio, Cleiton, líder do tráfico de drogas que morreu em confronto com a Polícia na Bahia – Foto: Divulgação / SSP-BA

 

Equipes do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) localizaram, no início da manhã desta quarta-feira (8), os homicidas e traficantes Willian Batista da Silva, 28 anos, e Cleiton de Jesus Santos, 18, na região do complexo do Nordeste de Amaralina. As informações são da Secretaria de Segurança Pública da Bahia. Uma pistola calibre 9mm e drogas foram apreendidas com a dupla.

Ainda segundo a SSP-BA, Willian, que possuía mandado de prisão em aberto, era investigado desde 2015, após o triplo homicídio de Álvaro Arruda Soares, Jônatas dos Reis Cerqueira e Juraci Oliveira Andrade. O crime teve como motivação disputa pelo comércio de entorpecentes.

Cleiton, também conhecido como “Interior”, acumulava passagens na adolescência e costumava postar fotos com armas nas redes sociais. Em uma das imagens ele segura uma submetralhadora, uma pistola e ainda carrega um revólver no colete que vestia.

Mandato de prisão

Durante cumprimento do mandado, na localidade da Chapada do Rio Vermelho, Cleiton reagiu atirando em equipes da Delegacia de Homicídios Múltiplos (DHM) e acabou ferido. O traficante foi atingido na região do peito, abdômen, perna direita e tórax. Apesar de ser socorrido para o Hospital Geral do Estado (HGE), não resistiu aos ferimentos e morreu. Com o criminoso foram apreendidos a pistola calibre 9mm, carregador, munições e pinos de cocaína.

“Esta ação de hoje é mais uma prova da seriedade da polícia baiana. Willian e Cleiton achavam que passariam impunes pelos crimes cometidos, mas não permitiríamos isso. Continuamos realizando diligências na região buscando outras armas usadas por eles”, informou o titular da DHM, delegado Odair Carneiro.