Governo autoriza construção de 213 unidades habitacionais em bairro de Salvador

Autor: N1 BAHIA

Publicada em


Governo autoriza construção de 213 unidades habitacionais em bairro de Salvador
Governo autoriza construção de 213 unidades habitacionais em bairro de Salvador – Foto: Manu Dias/GOVBA

 

Na manhã desta segunda-feira (21), o governador Rui Costa visitou as obras do projeto de urbanização integrada em assentamentos precários no bairro do Costa Azul, em Salvador. Na oportunidade, Rui assinou a ordem de serviço para início da 2ª etapa complementar da intervenção nas localidades de Paraíso Azul e Recanto Feliz.

Serão construídas 213 unidades habitacionais e realizadas 253 melhorias em imóveis da região, que incluem serviços de infraestrutura, como rede de água e esgoto; contenção; drenagem; paisagismo; entre outros. Essa nova etapa do projeto conta com investimento de mais de R$ 20 milhões e vai beneficiar mais de duas mil pessoas.

“O principal patrimônio de qualquer família é o lar. Nossa residência é a nossa base, onde a gente organiza a nossa família e dá segurança aos nossos filhos. Por isso, tenho o prazer e o orgulho de iniciar esta nova etapa de construções e reformas aqui na comunidade. Eu sempre digo que governar é cuidar de gente. E é isso que estamos fazendo aqui. Construindo e reformando unidades habitacionais, melhorando a urbanização de ruas, para garantir uma vida mais digna a essas famílias”, declarou o governador. 

O diretor de Habitação da Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado (Conder), Deusdete Fagundes, explicou que as unidades habitacionais são destinadas a moradores das comunidades que vivem em imóveis com situações bastante precárias. “É uma intervenção de urbanização integrada em assentamentos precários e envolve serviços de drenagem; pavimentação; além da contenção de algumas encostas para a implantação dos prédios. É importante destacar que essas áreas são bolsões com moradias em péssimo estado. Estamos demolindo essas habitações e as pessoas encaminhadas para o aluguel social”.

A previsão é de que a obra tenha duração de 24 meses. O projeto contempla a construção de três prédios com 20 apartamentos, um prédio com dez unidades, além de dois villages. Cada imóvel terá 42 metros quadrados, com sala, cozinha, dois quartos, banheiro e área de serviço.