Forças de segurança garantem a tranquilidade dos torcedores

Autor: N1 BAHIA

Publicada em


zptr

Pessoas transitando pelos arredores da Arena Fonte Nova, passageiros utilizando os serviços do metrô, ângulos variados do estádio e as fachadas dos principais hotéis. Tudo é monitorado pelo Centro de Operações e Inteligência de Segurança Pública 2 de Julho nesta quinta-feira (4), dia que marca o início da participação de Salvador nos Jogos Olímpicos Rio 2016.

Instalada no Centro Administrativo da Bahia (CAB), a unidade recebe em tempo real informações que orientam um trabalho integrado, envolvendo polícias Militar, Civil, Técnica e Federal, Corpo de Bombeiros, Guarda Municipal, Exército, Marinha e Aeronáutica, entre outros órgãos públicos.

Aproximadamente 4 mil profissionais da segurança pública estão mobilizados para garantir a ordem na capital baiana até 13 de agosto, quando acabam os Jogos Olímpicos. Nove portais de segurança foram montados no perímetro da Arena Fonte Nova para a revista de torcedores.

O conjunto de ações reforça a tranquilidade de quem foi assistir à rodada dupla do futebol masculino, com as partidas México x Alemanha e Fiji x Coreia. “A gente sabe que é necessário que as forças de segurança atuem com esse cuidado. Encontramos policiais por todos os lados e nos sentimos seguros com isso. Viemos nos divertir e as ações de revista, inclusive, nos dão tranquilidade”, afirmou o contador Marcelo Medrado.

Unidades móveis

Estacionado em frente à Arena Fonte Nova, o Centro Integrado de Comando e Controle Móvel envia imagens da região ao Centro de Operações, garantindo maior agilidade na tomada de decisões estratégicas. Ainda em frente ao estádio, a Delegacia Móvel da Polícia Civil tem facilitado o registro de ocorrências. No local também estão posicionadas viaturas do Corpo de Bombeiros e Unidades Móveis do Departamento de Polícia Técnica (DPT).

Estão sob a responsabilidade da Secretaria da Segurança Pública (SSP) o policiamento nos pontos turísticos da capital baiana, nas estradas, no Aeroporto e nos locais de exibição dos jogos, incluindo a Arena Fonte Nova, além da escolta das delegações e a proteção à rede hoteleira onde os atletas ficam abrigados.