EMPREGO: Facebook terá aplicativo para busca de vagas – Entenda como irá funcionar

Autor: RFI

Publicada em


Foto: Reprodução

O Facebook anunciou nesta quarta-feira (28) a expansão do seu serviço de procura de empregos, lançado em 2017 nos Estados Unidos, para mais 40 países, como parte da sua estratégia de diversificação da rede social.

Entre os países que passarão a contar com o aplicativo, estão Brasil, França, Reino Unido, Espanha e Alemanha. O serviço deve ser oferecido nas próximas semanas, ainda que a matriz do Facebook não tenha informado uma data precisa de lançamento para cada país.

O aplicativo permitirá que uma empresa poste uma oferta de trabalho, composto num formulário padrão. Nos Estados Unidos, o serviço, chamado “Jobs”, permite que os empresários gerenciam as suas ofertas de emprego através de um smartphone.

O serviço será gratuito para os candidatos e empregadores, que poderão, com um pagamento voluntário, obter mais visibilidade para o seu anúncio.

PARA ACESSAR AS OPORTUNIDADES DISPONÍVEIS, CLIQUE AQUI

25% dos usuários procuram trabalho pela rede

Perguntado pela agência AFP sobre a quantidade de anúncios de emprego postados atualmente, o vice-presidente do Facebook para atividades locais, Alex Himel, preferiu não se manifestar.

Entretanto, Himel declarou que um estudo havia demonstrado que 25% dos usuários se servem do Facebook para procurar trabalho. Como a rede social de Mark Zuckerberg conta com 160 milhões de usuários somente nos Estados Unidos, 40 milhões deles já a consultaram em busca de emprego.

Com 2,1 bilhões de usuários e 70 milhões de empresas ativas na plataforma em nível mundial, o Facebook tem um poder de alcance insuperável, podendo facilmente estender esse domínio para o mercado de trabalho.

Essa gigantesca rede permite ao Facebook alcançar o mercado de empregos de níveis baixo e médio, como na restauração e no comércio, onde as plataformas tradicionais, como Linkedin, não alcançam.