Escola do Trabalhador oferece cursos gratuitos online e com certificado

Autor: N1 BAHIA

Publicada em


Escola do Trabalhador oferece cursos gratuitos online e com certificado
Escola do Trabalhador oferece cursos gratuitos online e com certificado – Foto: Reprodução

 

A plataforma de educação à distância Escola do Trabalhador, do Ministério do Trabalho, já teve 395.029 pessoas matriculadas desde que foi lançada, em novembro do ano passado. O projeto do Ministério do Trabalho é desenvolvido em parceria com a Universidade de Brasília (UnB).

A Escola do Trabalhador oferece 26 cursos on-line gratuitos, voltados às necessidades do mercado de trabalho do País. A duração dos cursos varia entre 40h e 120h e o horário das aulas é definido pelo aluno. Aqueles que obtiverem nota mínima de cinco pontos ao final do curso devem responder a uma avaliação; para receber o certificado da UnB, que vale como curso de extensão.

Cursos

Os cursos são variados e incluem Introdução ao Excel; Elaboração de Folha de Pagamento de Empresas; Empreendedorismo na Pesca e Inglês Aplicado ao Mundo do Trabalho; entre outros. Além da modalidade à distância, o programa está disponível nas Superintendências Regionais do Trabalho (SRTs) de todos os estados e do Distrito Federal. O modelo presencial é destinado às pessoas que não têm acesso a computadores ou internet.,

“A concepção da Escola do Trabalhador foi feita para que toda pessoa, inserida ou não no mercado, possa usufruir do conhecimento que ali está sendo disponibilizado, de forma gratuita e sem qualquer exigência de escolaridade comprovada”, ressaltou o diretor de Políticas de Empregabilidade do Ministério do Trabalho, Higino Brito Vieira.

Por meio de uma parceria com o Ministério da Segurança Pública, o programa também está sendo levado ao sistema penitenciário do País. Até o momento, a ferramenta está disponível apenas em unidades femininas; mas se estenderá a outros presídios nos âmbitos federal e estadual.

Até 2019, o Ministério do Trabalho espera oferecer 50 cursos por meio da Escola do Trabalhador, atendendo a 6 milhões de pessoas.

 

Inscrições

A inscrição deve ser feita no site do projeto.