Empresa tem vaga para Ajudante de produção

Autor: Simões Filho Online

Publicada em


A Gi Group, filial da multinacional italiana de recursos humanos, está selecionando pessoas para vaga de emprego em uma indústria na Região Metropolitana de Salvador (RMS).

A oportunidade é para trabalhar em uma empresa Multinacional reconhecida pela forte marca, localizada em Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador (RMS).

A empresa está oferecendo oportunidade para a função de Ajudante de Produção. O profissional vai atuar como Ajudante de Produção e Coleta auxiliando no processo de coleta e tratamento do resíduo na fabricação de produtos.

Para concorrer ao cargo, é necessário ter escolaridade ensino fundamental ou médio completo, alem de disponibilidade de horário.

O valor do salário não foi divulgado, mas a companhia garantiu que é compatível com o cargo no segmento da empresa. O trabalhador terá direito a benefícios como Assistência Médica e Odontológica, Transporte, Alimentação e Cesta Básica.

O processo seletivo consistirá em análise a triagem de currículos, em que candidatos com o perfil desejado serão convocados para as fases presenciais de seleção com testes específicos e entrevistas junto a profissionais de recursos humanos e/ou gestores responsáveis pelo setor com vaga ofertada.

Inscrições

O processo seletivo já está com inscrições abertas e os interessados deverão cadastrar currículo no site da Gi Group. www.contratando.com.br – A companhia não determinou uma data limite para o término das inscrições, deixando as oportunidades em aberto até o preenchimento dos cargos.

Para ver outras vagas abertas, clique aqui

Dicas

O desafio de superar os demais concorrentes durante uma entrevista de emprego fica cada vez mais acirrado. Quem está fora do mercado de trabalho por um longo período tente a sentir ainda mais esse peso, já que é comum afetar a autoestima e a confiança desses profissionais. “A insegurança diante dos questionamentos de um recrutador é grande, especialmente na hora de explicar os motivos de estar tanto tempo fora do mercado”, explica Thais Roque, coach especialista na área de gestão estratégica e recursos humanos.

Postura otimista e transparência a respeito das dificuldades de recolocação podem ajudar a conquistar o novo posto, mas também é fundamental deixar claro que os meses parados não foram desperdiçados. Ao contrário, o tempo foi usado para se reciclar, fazer cursos, aprender e voltar ao trabalho ainda mais preparado do que antes. “O desânimo, o medo e a insegurança não podem predominar. O candidato deve ser transparente e franco com relação ao momento vivido, mas, ao mesmo tempo, mostrar-se confiante e seguro de que está pronto para dar o melhor de si na nova oportunidade”, acrescenta a especialista.

A instabilidade econômica faz com que muitas empresas cortem custos e, com isso, bons profissionais perdem seus postos. É importante analisar o campo de atuação em que busca uma vaga para observar as possibilidades. “Cada setor, cada área tem uma característica, tem maior ou menor velocidade de recolocação, mesmo nas crises”, finaliza Thais.