Consulta Cidadão disponibiliza os dados do Bolsa Família e Cadastro Único

Autor: N1 BAHIA

Publicada em


Foto: Rafael Zart/MDS

O ano de 2017 foi de muito trabalho e conquistas dentro do programa Bolsa Família. Merece destaque o aperfeiçoamento do processo de gestão dos benefícios e dos instrumentos de análise e busca de famílias do Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal. Ao longo do ano, a fila de espera para entrada no programa foi zerada sete vezes, um dos resultados do aprimoramento que agiliza a chegada do benefício para quem mais precisa.

A fila zerada ao longo do segundo semestre de 2017 significa que todo o cidadão que procurou os gestores do Cadastro Único e possuía perfil para ingressar no Bolsa Família –  com informações atualizadas e sem nenhuma incompatibilidade entre o que foi declarado e os registros disponíveis em outros bancos de dados – entrou no programa de maneira rápida e sem burocracia.

Para o secretário nacional de Renda de Cidadania, Tiago Falcão, o Cadastro Único também está fortalecido. Em 2017, a média atingida foi de 1,6 milhão de registros na base de dados por mês, em cerca de 9,5 mil pontos de atendimento espalhados por todos os municípios do país. Além disso, foram atualizadas as informações de quatro milhões de famílias.

“O Cadastro Único se consolida como grande instrumento nacional de identificação e visualização do cidadão brasileiro mais vulnerável. Ao todo, são 29 programas federais que utilizam a base de dados hoje, reconhecendo a qualidade das informações e as possibilidades abertas a partir disso”, afirmou.

Consulta Cidadão

Esforços também foram feitos no sentido de facilitar o acesso das famílias aos registros. Lançada este ano, a página Consulta Cidadão disponibiliza os dados do Bolsa Família e Cadastro Único de acordo com o município, incluindo a evolução local das ações. O site já bateu 1 milhão de acessos no decorrer de 2017.