Concurso da Polícia Rodoviária Federal (PRF) tem 500 vagas de emprego com salário de R$ 9.473,57

Autor: N1 BAHIA

Publicada em


Concurso da PRF tem 500 vagas de emprego com salário de R$ 9.473,57
Concurso da PRF tem 500 vagas de emprego – Foto: Reprodução

 

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) divulgou, nesta quarta-feira (28/11), o edital de um concurso público com 500 vagas de emprego. As chances são para os cargos de Policial Rodoviário Federal, Padrão I da Terceira Classe.

Locais de atuação

Aqueles que forem selecionados irão atuar nos Estados do Acre (17); Amapá (28); Amazonas (23); Bahia (17); Goiás (27); Maranhão (18); Mato Grosso (9); Mato Grosso do Sul (35); Minas Gerais (57); Pará (81); Piauí (22); Rio de Janeiro (10); Rio Grande do Sul (74); Rondônia (15); Roraima (23); São Paulo (19) e Tocantins (25). A jornada de trabalho é de 40h semanais e o salário é de R$ 9.473,57.

Seleção

A seleção é composta de duas etapas, sendo a primeira com as determinadas fases: Prova Objetiva; Prova Discursiva; Exame de capacidade física; Avaliação de saúde; Avaliação psicológica e Avaliação de títulos. A segunda é composta pelo curso de formação profissional.

Requisitos do cargo

Para concorrer ao cargo de Policial Rodoviário Federal é necessário possuir graduação de nível superior em qualquer área de formação e CNH na categoria B.

Além dessas exigências, há as seguintes: ser aprovado em todas as fases; ter nacionalidade brasileira ou portuguesa (amparado pela legislação federal); estar em gozo dos direitos políticos; estar quite com as obrigações militares para os candidatos do sexo masculino; estar quite com as obrigações eleitorais; idade mínima de 18 anos; aptidão física e mental.

Veja outras oportunidades de emprego disponíveis

Inscrições

As inscrições terão início a partir das 10h do dia 03 de dezembro, vão até o às 18h (horário de Brasília) do dia 18 de dezembro e serão realizadas através do site da organizadora do certame. A taxa custa R$ 150.

Aqueles que tiverem inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), de que trata o Decreto nº 6.135, de 26 de junho de 2007; for membro de família de baixa renda, nos termos do Decreto nº 6.135/2007; ou for doador de medula óssea em entidades reconhecidas pelo Ministério da Saúde, nos termos da Lei nº 13.656/2018, podem solicitar isenção da taxa de acordo com as normas descritas no edital.