BPC: Inscreva-se no Cadastro Único para participar do Bolsa Família, Tarifa Social e Minha Casa Minha Vida

Autor: N1 BAHIA

Publicada em


BPC: Inscreva-se no Cadastro Único para participar do Bolsa Família, Tarifa Social e Minha Casa Minha Vida
BPC: Inscreva-se no Cadastro Único para participar do Bolsa Família, Tarifa Social e Minha Casa Minha Vida – Montagem: N1 BAHIA / Foto: Reprodução

Jonathan Malta dos Santos, de 2 anos, adora brincar com os bonecos de feltro que a visitadora do Criança Feliz traz toda semana. A mãe, Antônia Elisângela, de 33 anos, relata, orgulhosa, cada obstáculo que o menino consegue vencer. A alegria tem uma razão: Jonathan tem síndrome de Down e o diagnóstico veio tarde, somente depois do nascimento. Foi assim que ele começou a receber o Benefício de Prestação Continuada (BPC).

A família mora em Caucaia, região metropolitana de Fortaleza (CE). Antônia tem mais 2 filhos e conta que dedica 100% do seu tempo para os cuidados com Jonathan. Por isso, muitas vezes é difícil sair de casa em busca de um emprego formal. Segundo ela, o BPC é um grande alívio nas contas da casa. “Consigo comprar tudo que o Jonathan precisa: alimentação, roupa e remédio. E eu me viro nos 30, também faço unha, que ajuda na renda”, comenta a mãe.

CADASTRO ÚNICO

Foi graças ao Cadastro Único que Jonathan foi localizado para participar do Criança Feliz, há 7 meses. Assim como ele, mais de 6,6 mil crianças do BPC são acompanhadas pelo programa no país inteiro. E é por meio do Cadastro Único para Programas Sociais que o governo federal, os Estados e os municípios identificam potenciais beneficiários para mais de 20 ações, entre elas o Criança Feliz.

Cadastramento

Para que mais famílias tenham acesso aos programas sociais, o governo federal está incluindo no Cadastro Único, até o fim de dezembro, idosos e pessoas com deficiência que recebem o Benefício de Prestação Continuada. De acordo com o Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), mais de 1,7 milhão pessoas que recebem o BPC ainda não se cadastraram.

Segundo o ministro Alberto Beltrame, a inscrição no Cadastro Único é um requisito obrigatório para a concessão do benefício; e o registro é o principal caminho para que as famílias participem de outros programas sociais.

“As pessoas devem fazer esse cadastro, não apenas para a manutenção do benefício; mas também para entrarem em um banco de dados para poder; eventualmente, usufruir de outros benefícios sociais, como o programa Minha Casa, Minha Vida e a tarifa social de energia elétrica”, destaca Beltrame.

SAIBA MAIS

O que é BPC?

O Benefício de Prestação Continuada garante a transferência mensal de um salário mínimo às pessoas idosas com 65 anos ou mais e às pessoas com deficiência de qualquer idade com familiar de até R$ 238 por pessoa.

Como se inscrever?

Para se inscrever, os beneficiários devem procurar os Centros de Referência de Assistência Social (Cras) com seus documentos pessoais; como CPF; RG e comprovante de residência. O processo também pode ser feito pelo responsável familiar. Em ambos os casos, o cidadão que pleiteia o benefício deve comprovar não possuir meios de se sustentar ou de ser sustentado pela família.