Aumento do Bolsa Família alcança mais de 43 milhões de brasileiros, veja calendário

Autor: N1 Bahia

Publicada em


Foto: Reprodução

O Aumento de 5,67% do Bolsa Família está atingindo mais 43 milhões de brasileiros. A partir de julho de 2018, o Bolsa Família terá um reajuste de 5,67% no valor do benefício médio. Com a alteração, este valor passará de R$ 177,71 para uma quantia estimada de R$ 187,79. O reajuste cobre o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) acumulado de julho de 2016 a março de 2018 (4,01%). A suplementação orçamentária para este ano será de R$ 684 milhões.

Segundo o ministro do Desenvolvimento Social, Alberto Beltrame, o aumento no Bolsa Família é resultado da gestão eficiente dos recursos públicos. Durante esses quase dois anos, o Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) identificou e cancelou pagamentos irregulares em diversos programas. “Fizemos um verdadeiro saneamento nos programas vinculados à nossa pasta, com revisões nos benefícios do INSS, como o auxílio-doença, e no próprio Bolsa Família. As ações permitiram que mais pessoas entrassem no programa. Além disso, zeramos a fila de espera e, ainda, aumentamos o valor do benefício”.

A fila de espera do Bolsa Família está zerada há nove meses consecutivos. Isso significa que todas as pessoas interessadas em entrar no programa passaram a receber o benefício. “Antes, as pessoas ficavam mais de um ano esperando para receber o Bolsa. Agora, esse prazo não passa de 45 dias”, lembra o ministro. Atualmente, o programa transfere recursos a 13,7 milhões de famílias em todos os municípios do Brasil.

O governo, além de reajustar o valor do benefício, tem realizado outras ações que estimulam a autonomia das pessoas. O Plano Progredir, por exemplo, lançado em setembro de 2017, oferece qualificação profissional, microcrédito, apoio ao empreendedorismo e encaminhamento ao mercado de trabalho.

PAGAMENTO LIBERADO

O Programa Bolsa Família tem sido uma mão na roda para milhões de famílias brasileiras. O programa tem ajudado de forma significativa no combate à pobreza e à desigualdade social no País.

Inegavelmente, o Bolsa Família acaba ajudando na economia do país, possibilitando aos chefes de famílias o investimento que lhe for mais apropriado no momento. Principalmente, em um ano de crise econômica. Muita gente usa o dinheiro extra para comprar alimentos para os filhos.

O Governo Federal, por meio do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), já divulgou o calendário oficial do Bolsa Família 2018. O dinheiro começa a ser liberado a partir do dia 17. O valor médio que cada família recebe é de R$ 177,00, contudo, há lares que chegam a receber o benefício máximo no valor de R$ 372,00 por mês

Os beneficiários do Bolsa Família têm até três meses a partir da data de disponibilização do benefício para sacarem o valor.

QUEM PODE PARTICIPAR

Como já explicamos antes, o Bolsa Família atende às famílias extremamente pobres. Ou seja, que vivem em situação de pobreza e de extrema pobreza.

Ou seja, tem direito ao beneficio todas as famílias com renda por pessoa de até R$ 85,00 por mês.

Da mesma forma, famílias com renda por pessoa entre R$ 85,01 e R$ 170,00 mensais, desde que tenham crianças ou adolescentes, também têm direito.

O QUE FAZER PARA SE CADASTRAR

Primeiro, quero informar que para você realizar o cadastro, deve procurar a prefeitura de sua cidade, no setor do Bolsa Família. Na maioria das cidades, o cadastramento também pode ser realizado nos Centros de Referência da Assistência Social (Cras).

Ao chegar no órgão municipal, procure um atendente ou o responsável pelo Programa Bolsa Família e solicite sua participação no Bolsa Família. Vale informar que para entrar no programa, é necessário que você esteja inscrita no Cadastro Único do Governo Federal.

Se você estiver dentro dos requisitos de renda, certamente passará a receber o dinheiro  todo mês.

Após realizar todas as etapas, você pode fazer uma consulta para saber se sua família foi incluída no programa.

Antes de mais nada, mantenha seus dados sempre atualizados, informando à prefeitura qualquer mudança, como de endereço e telefone de contato, assim como modificações na sua família, como nascimento, morte, casamento, separação, adoção, etc.

Por fim, para obter mais informações sobre o cadastramento, bem como os documentos que a pessoa deve apresentar estão detalhados na página do Cadastro Único.

COMO RECEBER O DINHEIRO

Os pagamentos do Programa Bolsa Família são realizados pela Caixa Econômica Federal (CAIXA). Todas as famílias selecionadas recebem um cartão de saque, o Cartão Bolsa Família. Junto com o cartão, a família recebe um panfleto com explicações sobre como ativá-lo, o calendário de saques do Bolsa Família e outras informações.

Em posse do cartão, o saque pode ser feito em terminais de auto atendimento da Caixa ou casas lotéricas.

CALENDÁRIO DE PAGAMENTO

De acordo com o Ministério do Desenvolvimento Social, o calendário com o dia do seu pagamento é definido a partir do último número do seu NIS. Vale informar que o (Número de Identificação Social) fica impresso no Cartão Bolsa Família. 

Por exemplo: para um cartão com NIS terminado em 5, o saque poderá ocorrer a partir do quinto dia do calendário oficial de pagamentos.

Dessa forma, observe no seu cartão esse número e confira no calendário, o dia que você irá receber em cada mês.

Enfim, veja o calendário de liberação de pagamento de maio:

Final 1: 17/05
Final 2: 18/05
Final 3: 21/05
Final 4: 22/05
Final 5: 23/05
Final 6: 24/05
Final 7: 25/05
Final 8: 28/05
Final 9: 29/05
Final 0: 30/05

Em suma, veja o calendário do Bolsa Família completo para 2018:

Programa Bolsa Família. veja o calendário completo para 2018. O Ministério do Desenvolvimento Social já liberou o pagamento desse mês de maio. Novo aumento vai entrar em vigor
Calendário do Programa Bolsa Família

PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA