Associação dos Taxistas pede à Justiça que Uber seja bloqueado em todo o Estado

Autor: R7

Publicada em


Após protestos realizados na terça (23), a AMT (Associação Metropolitana dos Taxistas) ajuizou nesta sexta-feira (26) uma Ação Civil Publica contra o aplicativo Uber. Segundo nota divulgada pela associação, o objetivo da ação é que seja proibido o funcionamento e disponibilização do Uber em todo o Estado da Bahia.

Os taxistas argumentam que o aplicativo representa uma concorrência desleal, que vem trazendo prejuízos para a classe. A categoria pede a proibição com multa diária de R$ 100 mil caso não seja cumprido à decisão judicial. Além do valor, também pedem a condenação e indenização por perdas e danos materiais e também danos morais.

A nota sinaliza ainda que os taxistas pretendem agendar uma carreata até a Justiça Estadual para explicar as dificuldades encontradas pela classe.